FolhaPress

Ucrânia faz gol no último minuto da prorrogação e elimina Suécia na Eurocopa

Na tarde de hoje, os ucranianos venceram por 2 a 1, em Glasgow, na Escócia

A Ucrânia levou a melhor contra a Suécia com um gol salvador no último minuto da prorrogação e avançou às quartas de final da Eurocopa. Na tarde de hoje, os ucranianos venceram por 2 a 1, em Glasgow, na Escócia, e seguem vivos na competição continental. O adversário na próxima fase será a Inglaterra, que eliminou a Alemanha nesta terça-feira.

Zinchenko foi o principal nome do jogo. Ele anotou o primeiro gol dos ucranianos e deu a assistência decisiva para Dovbyk garantir a vitória na prorrogação. Fosberg marcou para a Suécia – ele ainda mandou duas bolas na trave no tempo normal.
A partida entre Ucrânia e Inglaterra está marcada para o próximo sábado (3), às 16h (de Brasília), no estádio Olímpico de Roma.

Foram dois belos gols no tempo normal no Hampden Park. A Ucrânia saiu na frente aos 26 minutos do primeiro tempo quando Zinchenko recebeu bola invertida dentro da área e, de primeira, bateu cruzado para abrir o placar.

O empate sueco veio pouco antes do intervalo, com Forsberg. O camisa 10 da Suécia recebeu passe de Isak na intermediária, ajeitou e mandou para o gol. A bola desviou no meio do caminho e tirou qualquer chance do goleiro Bushchan.

Não foi por falta de tentativa que o gol não saiu no segundo tempo regulamentar. Foram três bolas na trave que por muito pouco não evitaram a prorrogação.

A primeira delas aconteceu logo aos nove minutos, quando o ucraniano Sydorchuk chutou forte da entrada da área e viu a bola explodir na trave esquerda de Olsen. Um minuto depois, foi a vez a Suécia assustar com Fosberg, que recebeu passe após arrancada de Isak e finalizou na trave.

E como se não bastasse uma, Fosberg parou na trave duas vezes. Aos 23, ele recebeu na esquerda, limpou dois marcadores e mandou uma linda finalização que parou no travessão.

Na prorrogação, a Suécia ficou em situação complicada depois que Danielsson foi expulso aos nove minutos. Inicialmente, ele havia sido advertido com o cartão amarelo por ter atingido Besedin em forte disputa, mas, após consulta ao VAR, o italiano Daniele Orsato optou pela expulsão.

A partida já parecia se encaminhar para os pênaltis quando Dovbyk, no último minuto da prorrogação, colocou a Ucrânia em vantagem. O gol salvador saiu depois que o atacante aproveitou cruzamento de Zinchenko da esquerda e cabeceou firme para a rede.