Do Mais Brasília

Estudo japonês aponta que vacina Pfizer imuniza contra variantes

90% das pessoas que tomaram as duas doses da vacina para o novo coronavírus apresentaram anticorpos considerados eficazes

Foto: Christof Stache/ AFP

Um estudo realizado no Japão indicou que 90% das mais de cem pessoas que tomaram as duas doses da vacina para o coronavírus apresentaram anticorpos considerados eficazes na imunização contra as variantes.

Pesquisadores da Universidade Municipal de Yokohama examinaram amostras de sangue de 105 profissionais de saúde no Japão que receberam as duas doses da vacina Pfizer–BioNTech entre março e abril. O resultado revelou que os indivíduos apresentaram quantidade suficiente de anticorpos tidos como eficazes contra sete variantes do novo coronavírus propagadas no Reino Unido, na África do Sul, no Brasil e em outros países.

De acordo com a Agência Brasil, a equipe japonesa disse que 94% dos indivíduos incluídos no estudo tiveram uma quantidade suficiente de anticorpos considerados eficazes contra a variante britânica; 90% contra a cepa da África do Sul; 94% contra a do Brasil; e 97% contra a da Índia. O estudo acrescenta ainda que 99% apresentaram em quantidade suficiente anticorpos tidos como eficazes contra a cepa original.