Do Mais Brasília

Ernesto Araújo pede licença e deixa o Itamaraty por 12 meses

Ele alegou que o afastamento será para tratar de assuntos particulares e será válido até o dia 30 de agosto de 2022

Foto: Agência Brasil

O ex-chanceler Ernesto Araújo pediu licença e vai deixar o Itamaraty pelos próximos 12 meses. Ocupando o cargo de diretor do Departamento de Assuntos Interamericanos do Itamaraty, ele alegou que o afastamento será para tratar de assuntos particulares e será válido até o dia 30 de agosto de 2022.

Durante o período em que ficará fora, Ernesto não receberá salário. As informações são do jornal O Globo.

Especialistas acreditam, porém, que o ex-ministro esteja se afastando do cargo para concorrer a algum cargo político em 2022.