FolhaPress

Fala de Bolsonaro contra Bruno Covas foi desleal contra quem sequer pode se defender, diz Ricardo Nunes

Bolsonaro criticou Bruno Covas durante conversa com apoiadores

Vice de Bruno Covas (PSDB) até a morte do então prefeito, em maio, Ricardo Nunes (MDB-SP) diz que o ataque feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi desleal.

“A cidade de São Paulo ainda sofre com a perda do prefeito Bruno Covas e com o sentimento da dor vê uma fala agressiva, desnecessária e desleal com quem sequer pode se defender, e sempre agiu corretamente no combate a pandemia”, afirmou Nunes à coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Na semana passada, Bolsonaro criticou Bruno Covas durante conversa com apoiadores. “O outro, que morreu, fecha São Paulo e vai assistir a Palmeiras e Santos no Maracanã”, disse.

Em janeiro deste ano, Covas viajou para o Rio de Janeiro para ver a final da Copa Libertadores, no Maracanã.

Após receber críticas pela atitude durante a pandemia, ele foi às redes explicar o episódio e disse que, depois de “tantas incertezas sobre a vida”, a felicidade de ir com o filho para ao estádio “tomou uma proporção diferente”.

Aos 41 anos, Covas morreu em maio, cerca de quatro meses após a partida, em decorrência de um câncer.

Texto: Camila Mattoso

Foto: Agência Brasil