FolhaPress

Lula confirma viagem ao México e declina de convite de Honduras

O governo Jair Bolsonaro (PL) decidiu não enviar nenhum representante para o evento político

Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) irá ao México no início de fevereiro, em mais uma etapa das viagens internacionais que o líder das pesquisas de intenção de voto na corrida presidencial está fazendo para se reaproximar de líderes estrangeiros e projetar sua pré-candidatura.

Lula recebeu o convite para a visita do presidente Andrés Manuel López Obrador, também do campo de esquerda. O brasileiro fez recentemente um giro pela Europa e foi à Argentina. Aliados nutrem ainda o desejo de uma viagem aos Estados Unidos, embora por enquanto não haja nada previsto.

O petista também foi chamado para ir à posse da esquerdista Xiomara Castro em Honduras, no dia 27 deste mês, mas declinou do convite. Sua assessoria diz que ele não foi a nenhuma posse estrangeira como ex-presidente, razão da nova recusa, acompanhada de um agradecimento.

O governo Jair Bolsonaro (PL) decidiu não enviar nenhum representante para o evento político no país da América Central. Xiomara é esposa do ex-presidente Manuel Zelaya, que teve proximidade com o governo do PT quando estava no poder.

Um dos motivos apontados nos bastidores do Itamaraty para justificar a ausência de Bolsonaro é a relação dos líderes hondurenhos com o partido de Lula e Dilma Rousseff (PT). A ex-presidente também foi convidada, mas, segundo a assessoria, não poderá comparecer.

Por Mônica Bergamo