Ana Lúcia Ferreira
Do Mais Brasília

Aplicativo para denúncias irá reforçar trabalho da força-tarefa nas buscas por Lázaro Barbosa

Disponível nas lojas Android e iOS, de forma gratuit, a tecnologia filtra denúncias no raio de 100 quilômetros

Um aplicativo para denúncias irá reforçar o trabalho da força-tarefa que segue na procura por Lázaro Barbosa, 32 anos. O uso da ferramenta foi disponibilizado pela empresa Brasil Mais Seguro para facilitar o recebimento de possíveis informações sobre o paradeiro do homem, foragido há 15 dias.

Disponível nas lojas Android e iOS, de forma gratuita, a tecnologia filtra denúncias no raio de 100 quilômetros e identifica a localização do denunciante, como forma de garantir a segurança do cidadão e diminuir as chances de trote.

Ao todo, cerca de 270 homens da força-tarefa se revezam 24 horas, nas regiões de Girassol e Edilândia a procura do criminoso.

Pistas

Uma das últimas possíveis pistas do criminoso foi encontrada na manhã dessa terça-feira (22/6), próximo à Gruta dos Ecos, na saída do distrito de Girassol, sentido Cocalzinho de Goiás (GO). Um carro abandonado e incendiado que pode ter sido utilizado pelo homem para uma nova tentativa de fuga. A polícia, até então, não tem certeza se o automóvel foi mesmo utilizado pelo suspeito.

Pistas sobre o paradeiro de Lázaro Barbosa são, inclusive, as únicas armas que a equipe de policiais tem para localizar o autor da chacina. Do dia em que cometeu o crime contra a família Vidal, em 9 de junho, até esta quarta-feira (23/6), o homem deixou diversos rastros por onde passou. Além das quatro mortes no DF, ele atirou em pelo menos outras quatro pessoas durante a fuga. Uma dessas vítimas era um policial militar de Goiás. Lázaro também invadiu chácaras, trocou tiros com polícia e chacareiros, além de fazer famílias reféns.